O Iluminado, de Stephen King | Book Time

Views:
17

Capa O Iluminado_SUMA_Nova.indd

Título: O Iluminado

Autor: Stephen King

Editora: Suma de Letras

Data de lançamento: 01.11.2012
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 288

Em O Iluminado, quando Jack Torrance consegue o emprego de zelador no velho hotel, todos os problemas da família parecem estar solucionados. Não mais o desemprego e as noites de bebedeiras. Não mais o sofrimento da esposa, Wendy. Tranquilidade e ar puro para o pequeno Danny livrar-se das convulsões que assustam a família. 

Só que o Overlook não é um hotel comum. O tempo esqueceu-se de enterrar velhos ódios e de cicatrizar antigas feridas, e espíritos malignos ainda residem nos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança. É uma sentença de morte. E somente os poderes de Danny podem fazer frente à disseminação do mal.


Olar!

Bem-vindos à estreia do Book Time, nossa coluna quinzenal de críticas literárias! Uma pequena historinha de como tudo começou (ou voltou):

Eu já fazia críticas sobre livros, lááá em 2011 para o antigo site do Artur. Mas aí a vida adulta bateu na minha porta e eu tive que dar um tempo. Porém, nunca deixei de ler, que é uma das minhas grandes paixões. Um dia, lendo um livro que gostei muito, mas achei o final um cocô, procurei na internet mais pessoas que tivessem falado da obra pra compartilhar minha frustração e achei… nada. Os blogs que falavam do livro pareciam apenas divulgá-lo e não analisavam a história (fiquei em dúvida se tinham lido mesmo.).

Então, resolvi escrever eu mesma a minha opinião e fui fazendo isso com todos os livros
que passaram pela minha mão and here we are 😀

chegamos!

Agora, sobre O Iluminado.

Li o livro pela primeira vez quando tinha quinze ou dezesseis anos e uma das minhas lembranças mais vívidas é de ficar sentada na cama, incapaz de ir dormir porque se parasse em certa passagem, ficaria pensando nela e não conseguiria pegar no sono, então eu lia sem parar. Devo ter terminado a leitura mais cedo por causa disso. Dessa vez, a minha estratégia foi ler no ônibus, a caminho para o trabalho ou para casa.

A construção dos personagens e sua evolução são incríveis, principalmente do protagonista, Jack Torrance. Desde o início, o autor tenta passar as oscilações de humor de Jack, o que torna seu surto muito mais verossímil: seus acessos de raiva, o alcoolismo recém controlado, seus pesadelos, a infância traumatizante. Isso faz com que, ao longo da narrativa, ele se torne extremamente vulnerável ao hotel e à maldade que o cerca, muito mais que seu filho e sua mulher.

Retratada no filme como uma louca que só sabe gritar, Wendy Torrance na realidade, é uma mulher muito forte, que faz de tudo para proteger seu filho. De fato, ela é a que menos é afetada pelos horrores do Overloook, acredito que por ser a personagem mais racional dos três. Danny é o filho dos dois e “Iluminado”, que no contexto da obra significa conseguir prever alguns acontecimentos do futuro e passado, assim como ler os pensamentos das pessoas e também atingi-las com os seus. Além disso, e por ser apenas uma criança, Danny sofre muito em sua hospedagem no hotel.

O modo de narrar de Stephen King é particular. Acredito que esse livro seja um sucesso exatamente por não trabalhar com sustos fáceis. O autor consegue aliar suspense, que aumenta pouco ao pouco com a narrativa, ao horror que os personagens sentem, transferindo isso para o leitor, pois a história te envolve e você se percebe assustado com tudo ao seu redor.

Li essa entrevista do Stephen King na Rolling Stone, onde ele fala que não gosta da versão cinematográfica de sua obra. Se formos parar para pensar, dá pra entender o lado dele. Os personagens foram mal desenvolvidos: a Wendy é histérica. Não . Já o Jack de Jack Nicholson é retratado como um desequilibrado desde o início do filme – o que o torna um personagem muito raso, pois ele não tem cresce em nenhum sentido.

entendeu danny

O final também deixa muito a desejar. Isso tudo, é claro, comparando filme com livro. Se formos analisar o filme por si só, é assustador e um dos melhores do gênero. Apenas recentemente descobri que Stephen King fez uma continuação de O Iluminado, onde dá continuidade à história de Danny, em uma obra intitulada Doutor Sono, que está na minha (longa) lista de próxima leitura.

Se você se aventurar nessa leitura, siga a ideia de Joey, caso você fique com muito medo:

Author Fernanda Belo

Futura formanda em Letras (oremos). Adepta ao "Vamos fazer um escândalo" da Jout Jout. Não sabe fazer novos amigos nem pequenos resumos sobre si mesma. Tem uma teoria sobre a palavra palmito e sonha frequentemente que está sendo perseguida descendo escadas em caracol

More posts by Fernanda Belo

Leave a Reply