Retalhos, de Craig Thompson

Views:
2

RetalhosTítulo: Retalhos

Autor: Craig Thompson

Editora: Quadrinhos na Cia

Data de lançamento: 21.05.2009

Formato: 16 x 23 cm

Páginas: 592

Thompson retrata sua própria história, da infância até o início da vida adulta, numa cidadezinha de Wisconsin, no centro dos Estados Unidos, que parece estar sempre coberta pela neve. Seu crescimento é marcado pelo temor a Deus – transmitido por sua família, seu colégio, seu pastor e as trágicas passagens bíblicas que lê -, que se interpõe contra seus desejos, como o de se expressar pelo desenho. Retalhos traz as dores e as paixões dos melhores romances de formação – mas dentro de uma linguagem gráfica própria e extremamente original.


Sobre esse quadrinho neném:

Retalhos é tão real que chega a entristecer.

Retalhos_2

Os medos, as inseguranças, as dúvidas e os problemas estão muito próximos à nossa própria realidade, mesmo que a história de vida do autor seja diferente da nossa. Isso porque o título nos faz questionar sobre a vida em geral. Quais são nossas motivações para sermos quem somos hoje em dia? O que acontece quando descobrimos que o mundo não se resume ao que os nossos pais pregam? Quando encontramos alguém que muda o nosso modo de pensar?

Craig é apenas mais um garoto normal de uma cidade do interior dos Estados Unidos. Sua família consiste em seus pais radicalmente católicos e em seu irmão mais novo, com quem tem que dividir a cama na infância. Infância essa marcada pela Igreja, pelo destino de ser pastor, pelos temores à Deus. Dividir a cama com o irmãozinho e ter que aprender a lidar com a sua carência para fazê-lo esquecer da triste vida que levam na casa fria.

Craig não é um herói, sua vida é tão comum quanto a nossa e essa é a sacada desse livro. Não tem nenhuma reviravolta espetacular, não tem poderes de super-herói. É apenas ele crescendo em Wisconsin, até que conhece Raina, a garota que o faz se questionar sobre sua vida, seus verdadeiros desejos e as limitações de sua existência até o momento.

Ele te conta a infância, adolescência e início da fase adulta de alguém normal, nada de reviravoltas, nada de ficção, apenas a vida como ela é. As emoções estão todas lá, em cada quadro, cada ilustração, cada sombra e luz no talento do autor. O tom melancólico da narrativa e o aparente arrependimento do autor são palpáveis. Uma boa indicação para quem procura uma autobiografia em seu formato mais simples: o dos quadrinhos.

Retalhos_3

Author Fernanda Belo

Futura formanda em Letras (oremos). Adepta ao "Vamos fazer um escândalo" da Jout Jout. Não sabe fazer novos amigos nem pequenos resumos sobre si mesma. Tem uma teoria sobre a palavra palmito e sonha frequentemente que está sendo perseguida descendo escadas em caracol

More posts by Fernanda Belo

Leave a Reply